Recolha e Transporte de Resíduos

Recolhemos e transportamos dos resíduos urbanos provenientes de habitações, garantindo o seu encaminhamento para o adequado centro de tratamento e valorização. Os resíduos urbanos incluem todos os resíduos que pela sua natureza e composição sejam semelhantes aos resíduos de origem doméstica, habitualmente denominados de “lixo” (indiferenciados) e cuja produção não exceda os 1.100 litros por dia. Nestes resíduos estão incluídos: materiais recicláveis, resíduos orgânicos, resíduos de jardins e os resíduos volumosos/ monos/ monstros.

Resíduos Indiferenciados 

Os resíduos que não tendo sido sujeitos a separação, são colocados nos contentores à disposição dos munícipes, devidamente ensacados e acondicionados, sendo posteriormente por nós recolhidos e encaminhados para as centrais de tratamento de resíduos, onde são transformados em energia elétrica.

Resíduos Orgânicos 

Recolhemos e transportamos os resíduos orgânicos para as estações de tratamento e valorização orgânica, sendo os mesmos posteriormente transformados em composto para uso agrícola (entre outros), possibilitando também o aproveitamento do biogás libertado pelos resíduos para a produção de energia elétrica.

Resíduos Verdes e/ou Jardins 

Recolhemos e transportamos os resíduos resultantes da limpeza e manutenção de espaços verdes e jardins. Exemplos: aparas, troncos, ramos, relvas e ervas.

 

A recolha de resíduos verdes urbanos processa-se por solicitação e marcação prévia, com data, hora e local a acordar.

 

Os troncos, ramos e outros verdes, devem ser devidamente cortados em pequenos fragmentos e atados, devendo ser colocados em local a indicar.

 

O destino final dos resíduos de jardins são os aterros sanitários e/ ou ecocentros e/ ou estações de tratamento e valorização orgânica.

Recolha de Monos 

Recolhemos e transportamos objetos provenientes das residências dos munícipes que, pelo seu volume, formato ou outras características, não seja possível de serem recolhidos pelos habituais meios de remoção (circuitos de recolha dos RSU). Exemplos: os eletrodomésticos, móveis, colchões, sofás, loiças sanitárias, etc.

 

A recolha dos monos realiza-se por via de solicitação prévia, por escrito, telefone ou email para os contactos destinados para o efeito em cada Município.

 

Após a solicitação da recolha, os objetos devem ser colocados pelo munícipe no local e dia indicados.

Recolha Seletiva 

A recolha seletiva consiste na separação de resíduos (papel, plástico, metal e vidro) com o objetivo a sua posterior reciclagem, sendo sempre necessária a sua correta deposição para que possam ser devidamente reaproveitados (reciclagem) reduzindo a respetiva pegada ecológica.

 

Recolhemos seletivamente estes resíduos no canal doméstico e comércio, encaminhando-os posteriormente para reciclagem.